O que realmente precisamos para a chegada de um bebê?

Em tempos de reclusão forçada, começamos a mudar nossas prioridades e nossas necessidades. Grávida então, mais ainda! Com isso comecei a analisar do que realmente precisamos para a chegada de um bebê

Quais são as principais coisas para mim, que farão a diferença quando meu bebê chegar? Que histórias e legado eu deixarei?

Com isso listei algumas coisas para analisar e que de fato será importante:

  1. VALORIZE OS SEUS PAIS (AVÓS)

Esse tópico me fez sentir um frio na barriga. Hoje se eu fosse ganhar a minha filha, infelizmente não os teria por perto. Eles são do grupo de risco. São idosos. Ambos hoje são mega ativos. Não sei como seria a reação deles e a tristeza que sentiriam de ver a sua netinha nascendo através das telas de um celular. Chorei sozinha. Pois também não sei como eu estaria. No nascimento da minha primeira filha fiquei 1 mês na casa da minha mãe e ela era totalmente a minha rede de apoio e amor.

Imaginei como está sendo o coração dessa mãezinha que está tendo o seu bebê agora, no meio deste furacão. Senti uma empatia enorme. E se você está lendo isso agora, sinta-se imensamente abraçada. Logo isso vai passar. Força e muita luz para você. Mas o momento agora é de um ser pequeno que acabou de chegar e graças a Deus nem sabe o que está acontecendo e depende 100% de você. Foque nisso!!!!

 

2. FAÇAM FOTOS!

Mesmo em casa, mesmo achando que não está linda o suficiente. Tire fotos!

Levante, se arrume, fique linda para você. Junte os filhos mais velhos, o cachorro, o papagaio, o marido e faça fotos! Guarde esse momento para sempre. Lá na frente assim que tudo passar (e vai passar) você terá uma bela história de superação para contar par aos seu filho, seus netos.

Ensaio gestante em casa

3. CUIDE DE SUA ALIMENTAÇÃO

Cuidado com a sua alimentação. A gente dentro de casa faz estragos. Comendo mal lá na frente terá um novo problema para resolver.

Tome os seus remédios, tome sol na varanda ou na lage para ter a vitamina D tão necessária na gravidez.

Alimentando-se mal, a longo prazo a saúde vai para o brejo, a disposição some e o humor não fica legal. E você vai achar que é o isolamento, os hormônios, os filhos, a aula que precisa dar em casa, a rotina, o marido, menos a má alimentação.

É um ótimo momento para testar receitas novas, práticas, simples e saudáveis. Momento de juntar as crianças para um atividade em conjunto e fazer o tempo passar mais rápido de forma prazerosa e divertida.

Procurando por receitas de Entradas e Aperitivos? Então experimente Rolinho de Alface com Peito de Peru, uma receita de Entradas e Aperitivos que você não vai mais tirar do seu cardápio.

 

4. TENHA UM CONTATO DE UMA CONSULTORA DE AMAMENTAÇÃO

Isso já antes do bebê nascer.

Esteja pronta para pedir ajuda ao primeiro sinal de dificuldade e que algo está errado.

É um investimento. Ainda mais neste momento de tantas incertezas.!

Vamos a uma continha básica:

1 Lata custa em média $40,00 com duração de 3 dias (da marca mais simples). No mês você precisará de 10 latas. Em um ano, de 120 latas. No final você precisará desembolsar $ 4.800,00 só para o leite artificial, fora as mamadeiras.

E você sabe quanto custa uma consultoria? Em média 500,00 on line. Elas te ajudarão a ter o ouro branco (como é chamado o leite materno) o alimento mais rico e poderoso do mundo para os bebês.

5. ENXOVAL E ROUPINHAS PARA OS BEBÊS

Primeiramente já dou uma dica: bebês não precisam de sapatinhos. Muitas vezes não encaixam nos pés e caem demais. Você perderá mais tempo procurando o sapato do que usando ele. Invista em algo que realmente vá usar, e usar muito.

Para isso criei uma lista de produtos que além de te ajudar no dia a dia, será muito usado, por praticidade e utilidade. Vamos lá:

  • Bodies e Macacões confortáveis. Lembre que os primeiros dias com o bebê, você não pode nem sair de casa. As peças precisam ser além de confortáveis, ser de qualidade. Você vai USAR e LAVAR MUITO. Não terá nem tempo para sair para comprar mais, caso a roupa se estrague na primeira lavagem. Invista menos peças, mas peças com QUALIDADE que você não passe raiva. Isso se chama consumo consciente. Qualidade X quantidade. E lembre que o seu bebê não sabia o que era usar roupa dentro da barriga. Não coloque peças duras, desconfortáveis, com bordados machucando, pedrarias, tecidos que pinicam. Não deixe esse momento mais traumático para eles, por favor!
  • Toalhas de qualidade com algo a mais! Quando digo: algo a mais, digo novamente em qualidade com suportes para te ajudar. Você poderá estar sozinha para dar um banho em seu bebê. Aquelas toalhas que você já pendura para dar banho são ótimas aliadas no seu dia a dia. Lembre que você dará pelo menos 2 banhos por dia em seu bebê, por isso elas precisam aguentar isso também.
  • Mijões e calças básicas. Essas peças se usam muito, muito mesmo. E a sua explicação é igual ao dos bodies. DE QUALIDADE. Para aguentar as lavagens! Sem mais!
  • Um local apropriado para o bebê dormir. Um berço portátil, um Moisés, um berço e ou um carrinho confortável. O quarto inteiro neste momento que estamos vivendo pode ser complicado você conseguir a tempo, por isso relaxe e tenha pelo menos um local aconchegante e só do bebê para ele dormir bem. Bebês que dormem bebê, ajudam muito os papais! Lembre-se também de mantas, lençois confortáveis. Se você gosta de um local limpinho, macio para dormir, por que vai ser diferente com o seu bebê.
  • Uma banheira para dar banho no bebê. Lembre que você pode estar sozinha. Sem a rede de apoio por perto. É bom previnir, né?
  • Bebê Conforto. Não pode sair da maternidade sem! A maternidade não vai liberar o seu bebê caso não tenha essa peça. E mesmo para ir ao pediatra depois, você não pode andar com o bebê no colo dentro do carro.

OBS: Compre conforme a sua necessidade as roupinhas. Bebês crescem em ritmos diferentes, o clima muda dentro de cada estação e o dia a dia e a prática mostra o que você e o bebê mais gostam. Mostra também o que não curte e o que não suportam. Vai por mim, os bebês te darão o sinal do que ele não gosta que coloca neles!

keep sake paper memories newborn baby

6. VIVA UM DIA DE CADA VEZ

  • Se o seu bebê não chegou ainda, sinta dentro de você os movimentos e o milagre da vida. Se o bebê chegou, agradeça que o seu milagre agora está em seus braços.
  • Agradeça se você tem um lar digno de amor e amparo. Quantos nem isso tem!
  • Desligue-se de notícias e probabilidades ruins, mas se proteja delas. Liste suas prioridades e o que faz você se sentir melhor para que o bebê chegue bem também! Vocês sabiam que a placenta recebe os sinais hormonais derivados da tristeza? Os hormônios que as mães produzem quando experimentam emoções, passam pela placenta. Assim a mamãe está triste ou deprimida, o BEBÊ SENTE ISSO. E esse estado emocional AFETA seu desenvolvimento durante boa parte de sua vida. Por já formarem dentro da barriga MEMÓRIAS INCONSCIENTES.
  • Se estiver difícil manter a tranquilidade neste momento, que tal mudar o foco, e ir estudar, ler um bom livro, assistir séries de amor, e ver somente coisas boas?

 

Tenho certeza que TUDO VAI PASSAR e vai ficar tudo bem! Você já está com a luz e esperança dentro de você. Só isso já mostra todo o milagre da vida!

Beijos no coração de todos

Juliana Marinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: